Capturando a tela para criar vídeo aulas

by Alfredo Mateus

Criar vídeo aulas é uma tarefa a mais para qualquer professor, que em geral já está muito atarefado com as atividades diárias. Faz todo sentido então que esse trabalho seja o mais simples e fácil possível e que, de preferência, seja feito sem custos extras.

Vamos mostrar como criar uma vídeo aula usando um programa que já está instalado nos sistemas com Windows 10, mas que a maioria das pessoas não conhece. O programa grava tudo que acontece na tela do computador em um vídeo, completo com o som de um microfone acoplado ao computador.  Uma solução bem interessante, em português e sem custo adicional se você já usa o sistema operacional da Microsoft.

Existem muitos programas que fazem isso, mas a facilidade de você sair usando sem ter de instalar nada é muito atraente.

 

COMO USAR

O programa é o XBOX Game Bar e para acessar o programa você pode usar o atalho Tecla do Windows + G. É só apertar as duas teclas ao mesmo tempo e o Game Bar aparece, como na imagem acima. 

Na parte superior à esquerda tem a janela de Capturar. O primeiro botão, com uma câmera, captura uma imagem da tela. O terceiro botão é o mais importante, inicia a gravação. Quando você clica nele, ainda precisa clicar em qualquer ponto da tela para esconder o Game Bar. A partir desse ponto você pode iniciar seu vídeo. Quando quiser interromper a gravação, basta usar o mesmo atalho novamente e clicar no mesmo botão para parar. 

Atalhos para o Game Bar e para iniciar a gravação

Os vídeos são salvos na pasta Vídeos > Captura, no formato .mp4, que pode ser facilmente compartilhado. 

SUGESTÕES DE USO

Você pode facilmente aproveitar textos, imagens, tabelas e gráficos que você já usa nas suas aulas, inserir tudo em um programa de apresentação de slides e, com o auxílio de um microfone, narrar as suas explicações à medida que avança cada tópico. O programa de apresentação tem a vantagem de ajudar você a organizar as ideias da sequência, já fornecendo um storyboard para o vídeo. Mesmo assim, eu recomendo que você pense e escreva o que vai dizer em cada imagem, para que o processo de gravação flua melhor.

Se você está explicando o uso de um software então, não tem nada mais adequado do que usar um vídeo feito dessa forma. Transferindo isso para o ensino de ciências, você poderia narrar para seus alunos como interagir com uma simulação (como as do PhET, por exemplo). Você não precisa contar o fim do filme, mas pode mostrar onde estão os botões e o que você quer que eles experimentem. Programas de modelagem molecular são outra opção interessante, como o gratuito Avogadro.

Eu tendo a preferir vídeos curtos, que focam em um único conceito, a vídeos longos que tentam abarcar todo o conteúdo de um assunto. Isso também facilita a produção do vídeo, uma vez que você não precisa memorizar longas passagens. Embora pareça muito fácil narrar uma sequência de slides, dar uma ensaiada pode ajudar muito a você pegar o ritmo certo e não se confundir no meio do caminho. Como toda produção de recursos educativos, você vai ficar melhor com a prática e o importante é começar. 

FINALMENTES

Espero que este artigo seja útil e que ajude você a produzir recursos de qualidade. Se gostou, comente abaixo e compartilhe com seus colegas.
 

 

Artigos relacionados

1 comentário

Núbia Duarte da Cruz 19/03/2020 - 10:19 pm

Amei. Uma excelente opção. Obrigada.

Resposta

Deixe um Comentário

en_USEnglish